Sala de Imprensa

»

01

dez/2014
Peças encaixáveis transformam divisórias em obras de arte
Cada cloud tem cerca de 0,10 m² – entre 12 e 15 unidades preenchem 1 m². O preço varia de R$ 3 mil a R$ 8 mil, na caixa com oito ou 24 itens

Logo que entra na casa em Secretário, vilarejo com agradável clima de roça na região serrana do Rio, a designer Regina Kato larga as várias sacolas de mantimentos na cozinha, calça sapatos confortáveis e vai colher flores e ervas no jardim. Com as mãos na terra, cumpre uma espécie de ritual de chegada a seu oásis, a quase mil metros de altitude e cercado de grande área de mata Atlântica.

 

Em poucos minutos, transforma os maços de plantas em bonitos arranjos em vaso, que distribui por todos os cômodos da cabana de madeira, de 90 m², projetada pelo arquiteto e designer Sergio Rodrigues nos anos 1990. Mais perfumado e colorido, o fim de semana pode, então, começar. Regina e o marido, o médico homeopata Milton Ungierowicz, passaram bastante tempo procurando um refúgio para escapar da vida agitada que levam durante a semana na capital fluminense. “Imaginávamos uma construção simples, charmosa e fácil de manter, num terreno com muitas árvores, nascente e riacho. Quando vimos este chalé, há cerca de quatro anos, ficamos apaixonados pela forma inteligente como fora erguido, totalmente integrado à natureza.

 

Fechamos negócio, e, desde então, subir a serra se tornou nosso programa preferido”, conta ela. Autora do décor do espaço, a designer fez poucas mudanças na estrutura. A maior delas foi fechar parte da varanda com janelas quadriculadas idênticas às originais, desenhando o jardim de inverno rodeado pela vista. “Não temos energia elétrica aqui. Por isso, a transparência é essencial para ampliar a entrada de luz natural”, conta. “Ao entardecer, acendo as velas que deixo espalhadas pelos ambientes – elas criam uma atmosfera deliciosa.”Como a estrada que dá acesso à cabana é de terra batida e bem acidentada, Regina e Milton chegam ali abastecidos de tudo o que precisam: bons vinhos, livros e um kit de comidinhas gostosas. “Assim, não precisamos pegar o carro e sair para nada”, explica ela. Levamos alimentos na quantidade certa para os dias de descanso, já que não há geladeira (um isopor repleto degelo dá conta de conservá-los).

 

É a dona quem cozinha,incrementando as receitas com ingredientes apanhados no terreno, como o limão usado para temperara salada e marinar o ceviche. O jeito caprichoso e o gosto pela casa bem-arrumada têm tudo a ver com sua vida profissional. Designer formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde conheceu o gaúcho Fernando Jaeger, ela atuou por muitos anos numa multinacional alemã, no departamento de propaganda e marketing.

 

Quando resolveu largar o mundo corporativo e seguir um caminho em que pudesse usar mais a criatividade, procurou Fernando, já empresário, e propôs abrir uma filial da marca dele no Rio. A sociedade, iniciada há 15 anos, possibilita que Regina exercite sua veia estética – ela assina a linha de tapetes da grife e compõe o décor das duas lojas cariocas, o que inclui os arranjos de flores, claro. Trabalha muito, porém, no chalé da serra, aconchegada numa manta e longe de TV e wi-fi, consegue esquecer a rotina. “Milton e eu temos aqui uma experiência de imersão total, que faz um bem imenso. Caminhamos muito, lemos, descansamos e voltamos revigorados”, conta. “Ainda queremos construir uma sauna a lenha e um ateliê no terreno, mas sem pressa. Este lugar, para nós, é projeto para ser curtido a longo prazo”.

 

Fonte: Casa Cláudia

Leia também

»

Saiba das últimas notícias

3 exemplos de arquitetura verde nas grandes metrópoles
Prédio localizado em São Paulo figura entre os exemplos
Última escultura desenvolvida por Tomie Ohtake será instalada na Avenida Paulista
Obra com mais de oito metros de altura será instalada em dezembro entre as Alamedas Pamplona e Campinas
Universidade Federal do Rio de Janeiro inaugura o maior estacionamento solar do País
Com 651 m² e 414 placas fotovoltaicas, projeto tem capacidade para gerar energia para até 70 residências
Falta de conhecimento técnico e variedade de equipamentos de pequeno porte no mercado são entraves para o aluguel desses itens
Locação de equipamentos de pequeno porte tem se tornado comum entre as construtoras brasileiras
Universidade norte-americana desenvolve concreto que evita formação de poça de água
Material que não acumula líquido tem durabilidade de 120 anos e poderia ser usado na pavimentação de vias e estacionamentos